Informação

Informação

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Fortaleza vai sediar hub da Air France e terá cinco voos diretos para Paris e Amsterdã


Fortaleza venceu a disputa travada com Salvador e Recife e vai sediar o hub (centro de conexão de voos) da Air France-KLM no Nordeste. Além disso, vai contar com cinco voos diretos semanais, sendo três para Amsterdã e dois para Paris, todos operados pela recém lançada companhia aérea da empresa francesa, a Joon. O início das operações está previsto para maio do ano que vem. O voo de Paris para Fortaleza vai custar a partir de 251 euros, valor equivalente a cerca de R$ 932. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira, 25, em coletiva convocada pelas empresas, em São Paulo.
Após receber convite das empresas, o governador Camilo Santana embarcou na noite deste último domingo, 24, para a capital paulista. Ao vivo, em sua página oficial do Facebook, afirmou que deseja transformar Fortaleza em "um grande centro de conexões do mundo". A perspectiva do chefe do executivo é positiva, tendo em vista que Fortaleza, afirma, é "a cidade mais próxima da Europa. Todos os cabos de fibra ótica que chegam ao Brasil, entram" pela Capital cearense. "Isso representa um incremento na nossa economia, com o fortalecimento do turismo, novas oportunidades de negócios e a geração de mais empregos. Uma grande conquista. Estou muito feliz e divido essa felicidade com cada cearense", comemorou Camilo, na rede social. 
Com a escolha da Air France pelo Ceará para sediar o seu hub de conexões no Nordeste, o número de voos internacionais saindo pelo Estado deve crescer 40% nos próximos dois anos, avalia o secretário estadual de turismo, Arialdo Pinho. “É uma grande vitória para o Ceará. A Air France é uma companhia mundial e a partir deste hub, o Ceará passa a ter acesso a um grande mercado”. Ele lembra que o mercado francês é o que mais tem crescido nos últimos anos.
Ampliação de mercado
“Fortaleza será o novo ponto de entrada no Brasil para a Europa. A economia tem dado sinais de recuperação e a demanda dos brasileiros por voos internacionais também. Nós queremos participar ativamente dessa retomada. Este projeto reforça a nossa presença no País, um dos nossos mercados prioritários. Estamos muito felizes por oferecer mais esta facilidade aos clientes da região, com conexões mais rápidas e otimizadas para a Europa”, afirma Jean-Marc Pouchol, diretor geral Air France-KLM para a América do Sul. “Este projeto só foi possível graças à parceria da GOL, cuja malha aérea ajudará a alimentar os novos voos”, ressalta.
"Vamos aprimorar a nossa malha em Fortaleza para disponibilizar conexões rápidas e eficientes com os voos da Air France e da KLM. Faremos ajustes nos horários e aumentaremos a oferta para Recife, Salvador, Belém e Manaus, além de uma nova rota entre Natal e a capital cearense. Juntas, ofereceremos aos clientes que viajam do Norte e Nordeste para a Europa, ou àqueles que vêm visitar o Brasil, uma experiência com diversos benefícios em todas as etapas da viagem”, explica Paulo Kakinoff, presidente da Gol. “É mais um importante passo que damos em nossa parceria estratégica, que já existe há três anos”, complementa.
Incentivos
Para atrair o hub para o Ceará, o Estado ofereceu dentre outros benefícios, isenção de ICMS e incentivo sobre o combustível para os voos nacionais de empresas que operam voos internacionais partindo de Fortaleza, além de apoio ao fundo de marketing para divulgação do destino na Europa.
O município de Fortaleza também vai conceder, de acordo com a lei aprovada pela Câmara de Vereadores no ano passado, isenção de IPTU e ISS para construção, implantação e a operação do hub, além da redução para 2% das alíquotas de ISS para prestação de serviços como intermediação de venda de passagens e de pacotes turísticos. 
O prefeito Roberto Cláudio, que acompanhou o resultado em Fortaleza, declarou que a partir destes cinco voos semanais, novas fronteiras de oportunidades serão abertas. “A primeira é a econômica porque vamos ter um volume significativo de pessoas podendo acessar Fortaleza através de voos diretos para cá, vai gerar um novo fluxo de passageiros. Mas novas fronteiras acadêmicas, culturais e de fluxo de negócios, que não estão diretamente ligados ao aeroporto, também se abrem a partir desta parceria”.
“É fantástica a visibilidade do Ceará a partir de agora, tanto no turismo de lazer, como no de negócios. Este hub traz um volume de investimentos muito grande para o Estado e com certeza também vai melhorar a eficiência logística das nossas exportações”, ressaltou o secretário estadual de desenvolvimento econômico, César Ribeiro.

O Povo Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário